Feeds:
Posts
Comentários

“Deus me defende dos amigos, que dos inimigos me defendo eu.”
Voltaire.

François-Marie Arouet (21 de novembro de 1694 – 30 de maio de 1778), mais conhecido pelo pseudônimo Voltaire, foi um escritor, ensaísta, deísta e filósofo iluminista francês conhecido pela sua perspicácia e espirituosidade na defesa das liberdades civis, inclusive liberdade religiosa e livre comércio.

Voltaire foi um escrito prolífico, e produziu obras em quase todas as formas literárias, assinando peças de teatro, poemas, romances, ensaios, obras científicas e históricas, mais de 20 mil cartas e mais de 2 mil livros e panfletos.

Ele foi um defensor aberto da reforma social apesar das rígidas leis de censura e severas punições para quem as quebrasse. Um polemista satírico, ele frequentemente usou suas obras para criticar a Igreja Católica e as instituições francesas do seu tempo.

Voltaire foi um dentre muitas figuras do Iluminismo (juntamente com John Locke e Thomas Hobbes) cujas obras e idéias influenciaram pensadores importantes tanto da Revolução Francesa quanto da Americana.

Continuar Lendo »

Anúncios

Arthur Schopenhauer.

Arthur Schopenhauer (Danzig, 22 de Fevereiro 1788 — Frankfurt, 21 de Setembro 1860) foi um filósofo alemão do século XIX da corrente irracionalista. Sua obra principal é O mundo como vontade e representação, embora o seu livro Parerga e Paraliponema (1851) seja o mais conhecido. Schopenhauer foi o filósofo que introduziu o Budismo e o pensamento indiano na metafísica alemã. Ficou conhecido por seu pessimismo e entendia o Budismo como uma confirmação dessa visão. Schopenhauer também combateu fortemente a filosofia hegeliana e influenciou fortemente o pensamento de Friedrich Nietzsche.

“A glória é tanto mais tardia quanto mais duradoura há de ser, porque todo fruto delicioso amadurece lentamente.”

O pensamento de Schopenhauer parte de uma interpretação de alguns pressupostos da filosofia kantiana, em especial de sua concepção de Fenômeno. Esta noção leva Schopenhauer a postular que o mundo não é mais que Representação. Esta conta com dois pólos inseparáveis: por um lado, o objeto, constituído a partir de espaço e tempo; por outro, a consciência subjetiva acerca do mundo, sem a qual este não existiria.

Continuar Lendo »

Pioneiro da pesquisa científica sobre os fenômenos comunicacionais nas universidades brasileiras, Luiz Beltrão foi fundador do Instituto de Ciências da Informação – ICINFORM,  primeiro centro acadêmico nacional de estudos midiáticos, e de Comunicações & Problemas, primeira revista de ciências da comunicação (Universidade Católica de Pernambuco, 1963).  Tornou-se também o primeiro Doutor em Comunicação do Brasil (Universidade de Brasília – UnB -, 1967).

Sua obra ganhou reconhecimento nacional e prestígio internacional, nos âmbitos do jornalismo e comunicação de massa.

Foi ao mesmo tempo pesquisador, educador e divulgador científico. Produziu conhecimento midiático ancorado na vivência profissional.

Continuar Lendo »

Breve começo….

Este site/blog tem o objectivo de trazer conceitos filosóficos a todas as camadas sociais de forma simples e coerente.

O projecto αὐταρχία ,nasce como um novo espaço de meditação, crítica e liberdade. Estes são os elementos essenciais para o desenvolvimento e crescimento deste espaço que esta aberto a todos que necessitam e procuram a verdade e o próprio conhecimento.

Para além dos objectivos essenciais, o site pretende ser um espaço acolhedor dedicado a todos aqueles que desejam escapar alegremente à multiplicidade e voracidade do devir quotidiano. Se ao longo dos dias esta atitude voraz da vida invade a nossa essência, aproveitemos este espaço de reflexão onde a Filosofia tem algo a dizer (ou a perguntar…)

Ao longo do desenvolvimento do projecto o visitante vai encontrar em nossos bancos de dados um grande acervo de livros clássicos para download,está sendo montada também um acervo de vídeos-documentários com diversos temas.

Dada a interdisciplinaridade visada pelo site, partes do seu conteúdo poderão não ser da autoria do seu autor.

Citações, transcrições, fotos, imagens, vídeos e qualquer outro recurso multimédia poderão estar subscritas pelo código internacional © Copyright. No entanto, o site não tem qualquer finalidade comercial ou financeira pelo que, se alguém se sentir minimamente lesado não hesite em nos comunicar!

Por fim, salienta-se que a finalidade do espaço assume um carácter verdadeiramente pedagógico e cultural ao qual nunca se juntarão objectivos meramente lucrativos.

Espero que todos acompanhem nosso caminho.

Desde já.
Um grande abraço.
Bruno Ladeia.